Sábado, 10 de Maio de 2008
Liberdade de Expressão

 

1º de Maio 2008



Visão de Luís às 21:24
link do post | favorito

De Penadita a 11 de Maio de 2008 às 01:52
Depois da fome, da guerra
da prisão e da tortura
vi abrir-se a minha terra
como um cravo de ternura.

Vi nas ruas da cidade
o coração do meu povo
gaivota da liberdade
voando num Tejo novo.

Agora o povo unido
nunca mais será vencido
nunca mais será vencido

Vi nas bocas vi nos olhos
nos braços nas mãos acesas
cravos vermelhos aos molhos
rosas livres portuguesas.

Vi as portas da prisão
abertas de par em par
vi passar a procissão
do meu país a cantar.

Agora o povo unido
nunca mais será vencido
nunca mais será vencido

Nunca mais nos curvaremos
às armas da repressão
somos a força que temos
a pulsar no coração.

Enquanto nos mantivermos
todos juntos lado a lado
somos a glória de sermos
Portugal ressuscitado.

Agora o povo unido
nunca mais será vencido
nunca mais será vencido.

José Carlos Ary dos Santos
(Caxias, 26 de Abril de 1974)

Não sei se somos um povo tão unido quanto isso. Quero acreditar que sim, mas infelizmente as desigualdades sociais são um "abismo" cada vez mais profundo. Não falo só em Portugal, mas no mundo.
Espero que os ideiais democráticos vigorem, que possamos falar abertamente hoje e amanha. Quero acreditar num mundo mais justo.

Conclusão: devias era ter posto uma foto de um bixaroco, porque com esta ultima pus-me aqui a divagar =p


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31